03/03/2019 – A Queda do Homem e as Consequências do Pecado

by

1° TRIMESTRE

A UNIDADE NA TRINDADE / A REBELIÃO DE LÚCIFER /A FORMAÇÃO E NATUREZA DO HOMEM / A QUEDA DO HOMEM E CONSEQUÊNCIAS DO PECADO /O PLANO DA SALVAÇÃO / REGENERAÇÃO E SANTIFICAÇÃO PARA UNIDADE E COMUNHÃO COM DEUS

INTRODUÇÃO

A queda do homem e as consequências do pecado, tem como fator principal, o pecado.

Em hebraico a palavra pecado é hatah = errar o alvo, ou mudar de direção; em grego é hamartia = sair da rota; em latim é peccare que, em seu uso primitivo, significa: “fazer passo em falso, perder o pé, e, portanto cair!

Tomando por base dos princípios, pecado sempre será um erro.

 

1João 1:8-9

Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

 

 

                                   

 

 

 

 

 

 

 

 

A QUEDA

 

  1. DEUS FEZ TUDO MUITO BOM (Gn 1.31)

    Adão e Eva foram criados “bons” e colocados num jardim idílico, no Éden, desfrutando de estreita comunhão com Deus (Gn 1.26-2.25). Por não serem divinos e porque eram capazes de pecar, era necessária uma contínua dependência de Deus. Semelhantemente, precisavam comer regularmente da árvore da vida. Isto nos é sugerido pelo convite a comer de todas as árvores, inclusive da árvore da vida, antes da Queda (Gn 2.16).

 

2.ADÃO E EVA FAZIAM PARTE DO PROJETO DE DEUS

E pela rigorosa proibição depois desta (Gn 3.22,23). Houvessem obedecido, teriam sido frutíferos e alegres para sempre (Gn 1.28-30). Alternativamente, após um período de prova, poderiam conseguir um estado mais permanente de imortalidade, mediante a transladação para o céu (Gn 5.21-24; 2Rs 2.1-12) ou pela ressurreição do corpo sepultado na terra (cf. os crentes, 1Co 15.35-54).

 

3.A ESCOLHA

Deus permitiu que o Éden fosse invadido por Satanás, o qual tentou Eva com astúcia (Gn 3.1-5). Desconsiderando a Palavra de Deus, Eva entregou-se ao desejo por beleza e sabedoria. Tomou do fruto proibido, ofereceu-o ao seu marido e juntos comeram-no (Gn 3.6). Eva fora enganada pela serpente, mas Adão parece ter pecado em plena consciência (2Co 11.3; 1Tm 2.14; Deus concorda tacitamente com esse fato em Gn 3.13-19). É possível que Adão tenha recebido do próprio Deus a proibição de comer da árvore e que Eva a tenha ouvido somente através do marido (Gn 2.17; cf. 2.22). Adão, portanto, tinha mais responsabilidade diante de Deus, e Eva era mais suscetível diante de Satanás (cf. Jo 20.29). Talvez seja esta a explicação da ênfase que a Bíblia atribui ao pecado de Adão (Rm 5.12-21; 1Co 15.21,22), embora, na realidade, Eva tenha pecado primeiro. Finalmente, é crucial observar que o pecado deles começou na sua livre escolha moral, e não na tentação (a que poderiam ter resistido: 1Co 10.13; Tg 4.7). Isto é, embora a tentação os incentivasse a pecar, a serpente não colheu o fruto tampouco os forçou a comê-lo. O casal optou por assim fazer.

 

AS CONSEQUÊNCIAS DO PECADO

 

1.As consequências principais do pecado são a morte e a separação da presença de Deus (Romanos 6:23). Essas duas consequências causam muito sofrimento na vida do pecador.

  • Logo em Gênesis 2:16-17 Deus avisou que a consequência principal do pecado era a morte. Quando Adão e Eva pecaram, eles sofreram morte espiritual – ficaram afastados da presença de Deus. Deus também os condenou à morte física, começando o processo lento de degradação física que leva todos a morrer (Gênesis 3:19). Por causa do pecado, a terra ficou amaldiçoada. A terra perdeu sua perfeição e se tornou um lugar difícil de viver (Gênesis 3:17-18). Surgiu o sofrimento, a dor e o conflito entre pessoas. A vida na terra ganhou muitas dificuldades.
  1. O pecado também traz muitas outras consequências secundárias.

A Bíblia diz que outras consequências do pecado no mundo são:

  • A doença – agora nossos corpos são vulneráveis a todo tipo de doença e, um dia, todos temos que morrer (mas atenção: a doença não é sempre consequência de pecado individual; é consequência da existência de pecado no mundo)
  • Desastres naturais – fomes, dilúvios e outros desastres são produto da maldição da terra
  • Relacionamentos difíceis – tornou-se muito mais difícil ter relacionamentos harmoniosos com outras pessoas

 

3.Consequências individuais do pecado

Cada pessoa também sofre as consequências de seu próprio pecado. Algumas consequências do pecado podem ser:

  • Culpa – a culpa corrói a vida sem oferecer uma solução; a pessoa se condena mas não sabe como mudar de vida
  • Falta de sensibilidade – é o contrário da culpa; a pessoa perde noção de certo e errado e continua pecando sem entender as consequências
  • Humilhação – o pecado leva à desgraça dos arrogantes e orgulhosos
  • Castigo da lei – alguns pecados são crimes e podem levar vários tipos de castigo aplicado pela justiça humana

O pecado traz muito sofrimento ao pecador. Deus retribui a cada um de acordo com suas ações (Romanos 2:6), colhemos o que semeamos. Mas existe uma esperança. (1Jo 4:10)

 

DEFINIÇÕES:

 

INIQUIDADE

Iniquidade é um substantivo feminino da língua portuguesa e define algo ou alguém que tem um comportamento contrário à moral, à religião, à justiça, à igualdade e etc. A iniquidade é praticada por iníquos, ou seja, quem se opõem à equidade.

 

TRANSGRESSÃO

 

Transgressão, substantivo feminino

Ação de transgredir, de infringir; violação, infração.

Violação ou não cumprimento de uma lei, ordem ou regulamento; infração: transgressão das leis de trânsito.

 

Equipe Pedagógica da Escola Bíblica Dominical

Projeto Vida Nova de Irajá

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *